Archive for the ‘conhecimento’ Tag

Mais um ano chega ao fim!

Resolucoes_novo_ano

Eu gosto muito desse período, pois acho que é uma época que renovamos nossa esperança, nossos desejos, nos comprometemos a sermos pessoas melhores, reavaliamos nossa vida e nossas conquistas, e isso é muito importante, pois nos dá sempre uma nova chance de nos aprimorarmos, de buscarmos o que realmente nos faz feliz, com muita alegria e fé!

Como tenho trabalhado muito com a questão dos perfis psicológicos, eu acredito que precisamos nos conhecer cada vez mais, pois assim teremos condições de tirar proveito e potencializar nossos pontos fortes, mas também de descobrir nosso lado mais “obscuro” e desconhecido, com isso estaremos ampliando nossos horizontes e nossa capacidade de ver o mundo, e melhorando nossa visão de mundo e a relação com as pessoas ao nosso redor.

Portanto, meus desejos aqui vão brincar com a tipologia de cada um!

Às pessoas do tipo:

Introvertidas, desejo reflexões profundas e ricas, mas que aprendam a compartilhar cada vez a sua opinião!

Extrovertidos, desejo muita interação com tudo que acontece ao seu redor e com as pessoas com as quais se relaciona, mas saibam contar até 10,20… antes de falar!

Sensação, desejo que degustem, inalem, vejam, toquem, e ouçam tudo com mais nitidez, mas que aprendam a dar asas à imaginação, sem limites ou censuras!

Intuição, desejo que enxerguem novas possibilidades em cada momento, mas que façam da mensuração e concretização dos seus sonhos algo bem prazeroso!

Pensamento, desejo que vejam os prós e contras com mais precisão e objetividade,  mas que aprendam a calçar o sapato do outro para ver onde estão os calos e os desconfortos alheios!

Sentimento, desejo que sejam muito compassivos e busquem harmonizar os ambientes, mas que saibam a ver o mundo com mais objetividade e pragmatismo!

Julgamento, desejo que tenham previsibilidade dos seus dias, mas que se deixem levar “sem lenço e nem documento”!

Percepção, desejo que mostrem seu poder de adaptação e sua flexibilidade ao mundo, mas busquem não deixar tudo para o último minuto!

Mas, sobretudo, desejo que sejam muito felizes e tenham muito sucesso, mas entendo que “felicidade” e “sucesso” são conceitos absolutamente pessoais e subjetivos, e que portanto, dependem do ponto de vista de cada um!

FELIZ ANO NOVO!!!

Coaching, afinal o que é isso?

coaching-resumo2

A oferta e a procura por coaching estão em constante crescimento.  Em busca de uma especialização na carreira, profissionais querem aprender mais sobre esse tema. Aqueles que querem enveredar por outras áreas também correm atrás de um coaching. O serviço é procurado cada vez mais por empresas, ansiosas por contratar um coach.

Afinal, o que é coaching?

A palavra coaching, em inglês, vem de coach, que significa treinador. O coach exerce um papel de  orientador, de motivador e ensina novas técnicas para que o orientando (coachee) atinja o melhor resultado, a melhor performance.

O termo coaching apareceu na era medieval. Naquela época, quem conduzia a carruagem era o cocheiro(coach, palavra inglesa de origem húngara, nome da cidade Kocs, produtora das carruagens mais cobiçadas).  Esses profissionais também treinavam os cavalos para que os animais puxassem o veículo adequadamente.

Nas primeiras décadas do século XX, o termo foi utilizado nas universidades americanas como referência aos tutores particulares, que preparavam os alunos para as provas. Nesta mesma época, a denominação passou a ser usada também para os  treinadores de atletas, atores e cantores.

Hoje vivemos a era em que tudo e todos têm de mostrar a sua melhor faceta, revelar seu lado mais competitivo. Se você não for o destaque, é automaticamente classificado como perdedor (loser, em inglês). E isso é péssimo e muito mal visto, sobretudo no mundo corporativo.

No mundo dos esportes, é comum ouvir que se você não foi o campeão, a posição que ocupou é totalmente irrelevante, pois ninguém se lembrará de você.

Esse lema foi incorporado no mundo corporativo e muitas pessoas têm se sentido pressionadas a corresponder a essa expectativa. E fazem isso sem questionamentos, sem validar se estão fazendo isso porque acreditam nesse propósito, se é algo que faz sentido pra elas, se está coerente com o seus perfis, se se sentem realizadas fazendo esse trabalho. Enfim, são conduzidas nessa dinâmica quase como zumbis.

Em algum momento, essas pessoas param para pensar na vida que levam. Tem quem o faça por não atingiu a meta estabelecida e foi descartado. Outros foram subjulgados ou subutilizados. Há também quem se submete a tanto estresse que o  corpo reage e o coloca “de molho”. E ainda aqueles que são promovidos e sentem-se inseguros no novo cargo. Não importa o motivo, mas sim a pausa para a reflexão. Vai chegar um momento em que a pessoa vai parar para pensar na vida que está levando, se faz sentido, se era isso mesmo que estava buscando, se sente-se pronto pra enfrentar os desafios que se apresentam, enfim, essa pessoa vai parar e refletir.

Na maioria dos casos, é durante essa reflexão que a pessoa busca um processo de coaching.

O coaching é, antes de mais nada, um processo de autoconhecimento. Ao identificar suas preferências, seu perfil,  suas maiores aptidões, suas deficiências ou pontos a serem trabalhados é possível ver os pontos que precisam ser desenvolvidos ou aprimorados. Todo esse processo é muito válido seja para crescer na carreira, para buscar uma nova carreira, ou mesmo para planejar a sua aposentadoria e o que fará depois.

A abordagem, a metodologia que irá ancorar esse processo pode ser diferente, mas em média um processo de coaching leva de dois a quatro meses, com encontros semanais ou quinzenais.

Na minha opinião e experiência, o processo de coaching é muito rico, tanto para o coachee quanto para o coach, pois cada cliente traz uma demanda, com  momentos de vida e expectativas diferentes, com perfis de personalidade distintos e, em todos os casos, o crescimento é muito grande.

Eu costumo dizer que, quando se inicia um processo de coaching, cujo foco seja o autoconhecimento, é como se aprendêssemos a ler. Desde então nunca mais seremos os mesmos, pois novos livros virão, novas descobertas, novas viagens… E tudo irá se somar, pois a cada nova descoberta e novo caminho você será outro também!

Boa viagem rumo ao descobrimento!

Caso queira contar com a minha ajuda nessa viagem é só entrar em contato através do email lucianava@uol.com.br

Balanço de final de ano!

happy_new_year

Assim como a maioria das pessoas, eu também faço um balanço no final do ano, analiso as promessas ou metas que estabeleci, verifico quais foram cumpridas, quais foram deixadas de lado e quais foram adiadas. As metas cumpridas me deixam contentes, mas talvez as metas adiadas e as deixadas de lado sejam as que mais me ensinaram ao longo do ano.

Afinal, o bom da vida é que poucas coisas são de fato definitivas, e essa mudança, esse fluir é o mais interessante, pois se deixarmos que sejam incluídas outras possibilidades, novos ensinamentos, com outras prioridades estaremos enriquecendo a nossa vida, deixando viva a nossa existência!

E nesse dia 31 de dezembro de 2012, último dia do ano, é maravilhoso poder olhar para trás e ver que tivemos 365 dias diferentes, alguns muito felizes, outros nem tanto, mas todos distintos, pois nós nos modificamos a cada dia, aprendemos coisas novas e nos transformamos a cada amanhecer!

E nessa caminhada estamos sempre buscando a felicidade, mas quando conversamos ou lemos textos de pessoas sábias, entendemos que a felicidade não está em conquistar coisas, bens materiais, ou qualquer outra coisa, mas sim, está na descoberta da paz interior, na nossa comunhão com o Sagrado, com a nossa essência, com o Divino que habita em nós! Isso é estar em comunhão com Deus! E é essa a verdadeira felicidade, e pertence a nós, e não está associada a nada externo!

E é esse o meu desejo para você que me acompanhou nesse início de caminhada pelo blog “Conversas sem Censura”,  espero que você possa cada vez mais alimentar essa paz interior, dar voz a sua essência, deixar que o Divino se manifeste em você, independente da sua religião ou credo, pois me refiro a nossa fé, a nossa espiritualidade e nossa comunhão com o Sagrado!

E como presente de final de ano deixo uma poesia de um dos meus poetas favoritos, Vinicius de Moraes, reforçando o meu desejo que você vá atrás do que é verdadeiramente importante, a alegria de viver!…. FELIZ 2013!

Um Novo Dia

Vinicius de Moraes

Um novo dia vem nascendo
Um novo sol já vai raiar
Parece a vida, rompendo em luz
E que nos convida a amar

Oh, meu irmão, não desespera
Espera a luz acontecer
Para que a vida renasça em paz
Nesse novo amanhecer

Surgem as abelhas em zoeira a sugar o mel das flores gentis
Param as ovelhas pelo monte, a recordar os horizontes felizes
Vindo à distância cantam galos em longínquos intervalos de sons
Pombos revoando, vão uivando, vão passando nestes céus tão azuis

Ah, quanta cor e luz!

E o movimento vai crescendo
Vai aumentando em amplidão
Parece a vida pulsar no ar
O bater de um coração

Sobem pregões vindos da praça
Começa o povo a aparecer

Quem quer comprar neste novo dia
A alegria de viver?