Archive for the ‘sombra’ Tag

Qual é o seu perfil psicológico?

porso2

De janeiro até julho deste ano escrevi uma série de artigos para a Revista Coaching Brasil sobre a teoria dos “Tipos Psicológicos” que foi publicada no livro “Tipos Psicológicos” do Carl Gustav Jung, psiquiatra suiço, em 1921.

Embora a teoria dos tipos psicológicos tenha sido publicada há quase um século, ela continua muito atual, e é cada vez mais difundida nas organizações e nos processos de coaching, pois é uma excelente ferramenta para o autoconhecimento, facilita a comunicação interpessoal, contribui com o desenvolvimento das equipes e com o fortalecimento das lideranças.

Para facilitar a leitura das matérias, incluí esse texto com os links para as todas as matérias, começando com a visão geral da tipologia, onde se aplica e seus benefícios, e depois um texto explicativo para cada componente do tipo psicologico (Extroversão/Introversão, Sensação/Intuição, Pensamento/Sentimento, Julgamento/Percepção), e por fim, um texto que faz uma correlação da tipologia com as carreiras afins:

Visão geral da teoria:  O ponto de vista de cada um 

Foco de energia: Tipos Psicológicos – Extroversão ou Introversão

Coleta de Informações: Tipos Psicológicos – Sensação ou Intuição

Tomada de decisão: Tipos Psicológicos – Pensamento ou Sentimento

Estilo de vida: Tipos Psicológicos – Julgamento ou Percepção

Tipologia & escolha da carreira: Tipos Psicológicos & Escolha da Carreira

Caso queira mais informações, ou tenha interesse em fazer o mbti para conhecer sua tipologia, entre em contato comigo através do email lucianava@uol.com.br.

O “Mensalão” nosso de cada dia !

Imagem

Acredito que todos nós brasileiros estamos acompanhando o julgamento do Mensalão, uns de maneira mais próxima e outros mais distantes, mas ninguém está isento de buscar qualquer atualização e de se impactar por ele !

E olhando para esse público, lendo as notícias que estão nos jornais impressos e eletrônicos, nas redes sociais, percebo que existem algumas correntes de pensamento.

Existem aqueles que desde o início já haviam decretado que tudo terminará em pizza e, esses buscam a cada dia fatos que comprovem essa máxima, e ontem o voto do ministro Lewandovski deu munição para esse grupo.

E existem aqueles que estão torcendo e querendo de todas as formas que esse julgamento não caia na vala comum dos julgamentos de poderosos feitos até hoje no Brasil, e eu me incluo neste grupo.

Entretanto, acredito que todos os brasileiros, com um mínimo de bom senso e honestidade, estão brigando e torcendo para que a justiça seja feita, que os corruptos paguem pelos absurdos que cometeram, que a impunidade seja banida, enfim, que a correção e bom exemplo prevaleçam.

Mas, uma questão fica na minha mente, como esse processo do Mensalão se reflete em nós ?

Jung dizia: “Tudo o que nos irrita nos outros pode nos levar a um conhecimento de nós mesmos“.

Pensando nisso e tendo em mente que todos temos um lado luz e um lado sombra, onde ambas as partes possuem defeitos e qualidades, e o que os diferencia é o fato de que o lado luz nós temos consciência dele, enquanto o lado sombrio nós o repelimos ou desconhecemos totalmente, adicionado ao fato de que uma das formas pela qual conseguimos identificar o nosso lado sombrio é através da projeção que fazemos nos outros, eu pergunto quais atitudes presentes no processo do mensalão estamos passíveis de repetirmos na nossa vida ?

Porque se extrairmos os nomes dos réus e ficarmos com as atitudes que estão em julgamento chegaremos a alguns pontos em comum, tais como abuso de poder, ganância, ludibriação, suborno, apropriação indébita, etc.

Usualmente, quando pensamos nesses conceitos temos a tendência a acreditar que estamos falando de atitudes de grandes impactos, mas `as vezes, podemos repetir em menor proporção algumas dessas atitudes e causar um dano muito maior do que imaginávamos.

Um exemplo disso se refere as nossas atitudes perante `as pessoas que nos cercam, sejam da família, pessoas subordinadas a nós, amigos, pois se humilhamos, desqualificamos ou destratamos uma pessoa não estamos praticando um abuso de poder ?

Quando estamos numa busca desenfreada por termos cada dia mais coisas, o carro do ano, o smartphone mais moderno, a bolsa de grife, o cartão de crédito sem limites, a roupa da moda, não estamos também praticando a ganância existente no mensalão ? Será que precisamos mesmo de todas essas coisas para sermos felizes ?

Ou por outro lado, quando falamos para uma criança que se ela comer tudo ou se comportar bem vai ganhar um brinquedo, isso não é suborno ?

Será que estamos aqui pensando que os fins justificam os meios ? Será mesmo ? Não haveria uma outra forma mais apropriada de atingirmos nossos objetivos, ou até mesmo, de olharmos para esses objetivos e analisarmos quais valem verdadeiramente a pena de serem cumpridos ?

Não estou dizendo de forma alguma que o Mensalão não existiu ou não é tão grave quanto parece, muito pelo contrário, ele é gravíssimo ! Mas, quero apenas fazer um convite para revermos as atitudes expostas nesse processo com nossa família, amigos e colegas de trabalho e, sobretudo, com as crianças que nos rodeiam, pois elas serão os adultos que amanhã estarão comandando esse país, e o que podemos dar-lhes de mais valioso é o nosso exemplo.

Precisamos buscar o autoconhecimento, entender as nossas fortalezas e fraquezas, muitas vezes precisaremos resignificar o nosso comportamento, entendendo que temos sim um lado não tão luminoso, mas que precisamos integrá-lo e administrá-lo para que não sejamos tomados por ele, para que possamos caminhar na nossa evolução e no firme propósito de sermos uma pessoa melhor hoje do que fomos ontem e assim por diante !